Últimas do Mix

Guardas Municipais de Manaus começam a treinar para o uso de armamento letal

Fotos – Antonio Pereira / Semcom

A capacitação dos Guardas Municipais da Prefeitura de Manaus, para que passem a atuar como guarda armada, entrou em uma nova etapa nesta quinta-feira, 19/5. Após a parte teórica sobre o uso de armamento letal, divididas em duas turmas, os 63 alunos classificados nos testes iniciais e aprovados na primeira fase começaram a prática para o uso de armas de fogo. Com duração de 72 horas, as aulas estão acontecendo no Centro de Treinamento de tiro indoor da Zeta Firearms, localizado na avenida Compensa, nº 180-B, Vila da Prata, zona Oeste. O encerramento está previsto para o dia 30/5.

 

O curso é realizado pela Escola de Serviço Público e Inclusão Socioeducacional (Espi), vinculada à Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad). No início das aulas práticas, o titular da Semad, Ebenezer Bezerra, destacou que a preparação dos guardas municipais para a utilização de armamento e atuação, para que possa resguardar a segurança da população, é meta da gestão municipal.

 

“Entramos em uma fase muito importante no processo de habilitação dos guardas municipais para o uso de armamento letal, conforme o programa de governo do prefeito David Almeida. Após receberem todas as orientações teóricas, os guardas que foram aprovados nos testes e seleção iniciais estão podendo pôr em prática o que aprenderam, a fim de que possam atuar na defesa da sociedade de Manaus”, comentou.

 

O secretário municipal de Segurança Pública e Defesa Social, Sérgio Fontes, lembrou que a Guarda Municipal completará 73 anos no mês de julho e que, por determinação do prefeito David Almeida, entrará em uma nova fase.

 

“A partir dessa capacitação, a guarda poderá prestar um serviço mais eficaz, com melhores resultados diante da criminalidade em Manaus. Esse processo está sendo feito com muito cuidado, envolvendo todas as etapas exigidas por lei, até chegar ao armamento letal, com treinamento no uso de teaser, que são armas de choque, e spray de pimenta”, contou.

 

Sérgio Fontes avaliou o desempenho dos guardas no primeiro dia de aula prática. “Me impressionou positivamente. Os guardas estão atirando bem, e mais do que isso, estão cientes da responsabilidade do cuidado necessário nesse tipo de atividade e do esforço que terão que fazer para que sejam aprovados”, completou.

 

Prática

 

O conteúdo programático é baseado na grade curricular da disciplina Armamento e Tiro da Guarda Municipal do Ministério da Justiça e Segurança Pública e Polícia Federal, na qual são apresentadas as normas e procedimentos importantes para habilitar o guarda municipal a usar as técnicas adequadas para o manuseio de arma de fogo.

 

Além da prática de tiro em estande com pistola, o conteúdo desta etapa inclui a manutenção dos armamentos; o atendimento pré-hospitalar tático no caso de ferimentos por arma de fogo; o manejo e condução das armas de fogo; a identificação de meios de proteção e tomada de posições, definindo cobertura e abrigo.

 

Também estão inseridos os fundamentos do tiro, envolvendo base, empunhadura, visada, acionamento do gatilho e respiração; técnicas de tiro, como tiro duplo e acompanhamento do alvo; técnicas de tiro defensivo, com técnicas de tiro em baixa luminosidade, embarcado e em deslocamento; técnicas de carregamento do armamento, administrativo e tático; e orientações sobre como identificar e sanar panes e/ou incidentes envolvendo tiro.

 

Ao final será feita a avaliação prática de tiro, para comprovação de capacidade técnica com a principal arma de porte que será adotada pela prefeitura.

Nenhum comentário