Últimas do Mix

RMP: Gabigol merecia ser expulso, ele deu um pontapé no Fernandinho

 

Foto: reprodução 

Um dia depois da reunião da Comissão de Arbitragem da CBF com os clubes, a condução da partida entre Flamengo e Athletico-PR foi seguida de críticas, com cobranças pelas expulsões de Gabigol, Arrascaeta e Fernandinho, além de um pênalti não assinalado a favor do clube carioca após puxão na camisa de Léo Pereira dentro da área. No UOL News Esporte, Renato Maurício Prado critica a arbitragem de Luiz Flávio de Oliveira considerando que Gabigol e Arrascaeta deveriam ter sido expulsos, assim como Fernandinho, desde que o juiz também assinalasse o pênalti sobre Léo Pereira

"O Gabigol ali é impressionante que não tem um infeliz no departamento de futebol do Flamengo, nem o presidente para sentar com o Gabigol e dizer 'cara, para, você está insuportável dentro do jogo, você leva cartão amarelo toda hora, merecia levar um vermelho'. Ele deu um pontapé no Fernandinho sem bola", diz Renato. "O Luiz Flavio de Oliveira consegue ser pior que o pior juiz do mundo, é inacreditável que esse cara ainda apite, mas o Gabigol merecia sim ser expulso porque não dá para você dizer que pontapé fora do lance, fora da bola", completa. Danilo Lavieri afirma que o lance de Arrascaeta foi mais grave que o de Gabigol, pela violência com que o jogador uruguaio acerta o adversário.

 "Se [Gabigol] tivesse sido expulso, concordaria, o amarelo eu entendo. Foi um lance de agressão, mas não foi uma força absurda, não colocou o Fernandinho em risco. Se fosse vermelho eu entenderia, mas assim como entendi o amarelo", diz Lavieri. "No do Arrascaeta o VAR estava a comer pipocas, como dizem os portugueses, porque naquele caso era um vermelho claríssimo. Ainda que o Luiz Flavio não tivesse visto no gramado, tivesse visto um carrinho mais leal do que foi a realidade, o VAR deveria ter entrado em campo porque sola do Arrascaeta pegou no calcanhar do Erick e poderia ter sido muito mais grave do que realmente foi", conclui.

Veja vídeo:   




Fonte: Uol 

Nenhum comentário