Últimas do Mix

Fundação acolhe pessoas idosas e transforma histórias de vida

Foto – Antônio Pereira / Semcom

Há 113 anos acolhendo e cuidando de pessoas idosas na cidade de Manaus, a Fundação de Apoio ao Idoso Dr. Thomas (FDT), da Prefeitura de Manaus, coleciona histórias marcantes de vida das pessoas que já passaram ou ainda residem no local, como é o caso da ex-moradora de rua e descendente indígena Catarina Xavier, que hoje possui 109 anos de idade e vê a fundação como um lar.

Catarina foi recepcionada, desde o início de sua estada, pela assistente social da fundação, Adalgisa Dantas, que relatou toda a história de superação de vida da ex-moradora de rua, que residia no bairro Cachoeirinha, em uma lona improvisada.

“Desde 2016 é uma dádiva tê-la aqui e ela representa, nos seus 109 anos, esse cuidado que todas as pessoas idosas são dignas de receber. É muito gratificante a gente ver a qualidade de vida que a gente está proporcionando para ela hoje aqui na instituição, uma vez que, comparando as condições que ela vivia, tanto física quanto de humor, de tudo, a gente vê a evolução da Catarina, agora demonstrando alegria o tempo todo. É muito gratificante a gente ver a qualidade de vida que estamos proporcionando para ela e os demais residentes aqui na casa”, comentou a assistente social.

A FDT hoje oferece diversos cuidados diários, para os 133 residentes – sendo independentes, com média e alta complexidades – que recebem seis refeições diárias, estimulação cognitiva, atendimento médico, fisioterapia, psicologia, serviço social, e outros atendimentos diários divididos de acordo com as atividades e horários. A casa é um programa de longa permanência e possui os horários organizados para que seja assegurado que cada uma das pessoas idosas esteja assistida.

A diretora administrativa da FDT, Gracilene Celestino, destaca o trabalho que está sendo realizado e todas as melhorias que a fundação está recebendo na gestão do prefeito David Almeida. “A fundação passou por uma grande transformação, principalmente na sua estrutura física e com a aquisição de equipamentos. Nós conseguimos a reforma de oito pavilhões de acomodações coletivas, atendendo todas as normas de segurança. Temos também um centro de reabilitação e fisioterapia, temos um núcleo de atendimento social e de saúde do idoso, para atender as necessidades da pessoa idosa institucionalizada, temos uma cozinha totalmente adaptada, uma lavanderia com padrão hospitalar, dentro das normas da vigilância sanitária, e também temos uma área externa, verde, grande, que possibilita ao residente todas as atividades que a equipe pode oferecer para lazer e diversão, possibilitando um pouco de movimentação e atividade física”.

O novo pavilhão “Vila dos Lírios”, que tem capacidade para receber 22 pessoas idosas, foi construído com recursos originários da emenda parlamentar nº 151/2019, de autoria do vereador Hiram Nicolau, e inaugurado em dezembro de 2021. As novas dependências estão equipadas para atender pessoas idosas de alta dependência, com estrutura interna humanizada, novo mobiliário e banheiro adaptado.

Catarina possui uma mobilidade excelente, a contraponto do que se espera dos seus 109 anos de idade. A assistente social Adalgisa Dantas relembrou a chegada da ex-moradora de rua até a fundação há seis anos.

“A dona Catarina veio para cá a pedido da população, que queria que ela tivesse uma condição de vida digna, por se tratar de uma idosa em situação de rua, e chegou aqui sem nenhum documento, nenhuma identificação. A adaptação dela foi bem complicada, porque ela queria fugir, e suas funções físicas eram muito boas, assim como ainda são, porém, como ela vivia em ambiente livre, ela passou a estranhar um ambiente institucionalizado. À medida que ela foi se adaptando, reconhecendo o ambiente como um local bom, ela passou a ser muito tranquila, participar das atividades e não ter mais vontade de sair”, contou Adalgisa.

 

População consciente

A história de Catarina tem momentos felizes, mas também é uma história de aprendizado. Hoje, Catarina sorri, conversa, brinca com seus diversos colares de pérola, se alimenta corretamente, pratica exercícios físicos e exames – inclusive não toma nenhum remédio -, tem qualidade de vida e amigas para conversar.

Por meio do Disque Idoso (165), qualquer pessoa pode denunciar maus-tratos e negligência com a pessoa idosa, por isso, ao ligar, informe o endereço, ponto de referência do local e faça sua denúncia, para que todas as medidas cabíveis possam ser realizadas, e uma equipe vá até o local averiguar a situação.

 

Doações

O Fundo Municipal de Direitos do Idoso foi criado como um instrumento de captação, repasse e aplicação de recursos destinados a suporte financeiro para a implantação, manutenção e desenvolvimento de projetos para as pessoas idosas de Manaus. As doações realizadas são deduzidas do imposto de renda, o que incentiva a fazer essas doações.

“Eu destaco principalmente as doações ao Fundo Municipal do Idoso, porque essas doações são dedutíveis do imposto de renda, então eu peço, incentivo, que a iniciativa privada ou pessoa física, que faça doação ao fundo, vá nas redes sociais que tem todas as recomendações de como doar na conta-corrente do fundo, e as contribuições que você pode fazer, e também a contrapartida”, declarou a diretora administrativa da Fundação, Gracilene Celestino.

Para doar, basta fazer o depósito em conta bancária para: Banco do Brasil (001), Agência: 3563-7, Conta-Corrente: 8539-1, Favorecido: Fundo Municipal de Direitos do Idoso, CNPJ: 13.154.654/0001-11. Após isso, enviar uma cópia do comprovante para o e-mail ( fmdi.fdt@pmm.am.gov.br ), que será enviado o recibo para comprovação do Imposto de Renda.

 

Portas abertas

Antes da pandemia, a fundação recebia visitas de grupos de escolas, trabalho e igrejas, entretanto, devido às restrições pela Covid-19, a visitação, bem como a realização de eventos dentro da FDT, estão restritos, mantendo o cuidado dentro do local, usando máscara de proteção nas dependências internas e constantemente higienizando os espaços.

Nenhum comentário