Últimas do Mix

Flamengo empata com Goiás e vê título brasileiro mais distante

Everton Ribeiro foi o capitão do Flamengo contra o Goiás, neste domingo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

O jogo deste domingo, no Estádio da Serrinha, colocou frente a frente duas equipes com estratégias distintas: o Goiás, time com menor posse de bola do Brasileirão, e o Flamengo, dono do segundo melhor ataque e que gosta de ter o controle da partida. Foi assim, respeitando as suas características, que os times de Jair Ventura e Dorival Júnior ficaram no 1 a 1, com gols de Diego e Matheus França.

Com o resultado, o Flamengo foi aos 45 pontos, mas perdeu uma posição para o Internacional e viu a distância para o líder Palmeiras subir para nove pontos. Já o Goiás, com 36, é o nono colocado da tabela do Campeonato Brasileiro.

FLAMENGO FAZ PRIMEIRO TEMPO RUIM

Com um time mais próximo do titular do que nas últimas rodadas da Série A, o Flamengo repetiu o primeiro tempo ruim que teve contra o Ceará, quando atuou com mais reservas em relação a este domingo. Individualmente, Marinho e Cebolinha não foram bem, e Everton Ribeiro, sozinho, não pôde produzir o volume de jogo necessário.

Assim, o time de Dorival foi para o intervalo sem um chute certo.

GOIÁS NÃO SAI NA FRENTE POR POUCO

Já o Goiás foi mais eficiente em sua estratégia. No início, incomodou a saída de bola adversária ao subir a marcação. Depois, com as linhas baixas e apostando no pivô de Pedro Raul e na velocidade de Dadá Belmonte, criou boas chances. Na melhor delas, Diego ficou cara a cara com Santos, que com coragem, saiu e tirou o ângulo do volante.

Antes, o goleiro do Flamengo também havia defendido finalização  perigosa de Dadá, da entrada da área, em outra lance de velocidade.

SUBSTITUIÇÕES E PLACAR ZERADO…

Após o intervalo, a única mudança nas equipes foi a saída de Dadá Belmonte (desconforto muscular) para a entrada de Matheus Sales. Sem uma de suas principais opções, o Goiás viu a intensidade do Flamengo crescer e passou a ter mais dificuldades na marcação.

O time de Dorival Júnior, assim, conseguiu acertar o gol três vezes antes dos 20 minutos – o que não havia feito em toda etapa inicial. Neste momento, o técnico do Flamengo apostou nas entradas de Arrascaeta e Rodinei. A ausência de um centroavante mostrava-se evidente em campo e, na sequência, entraram Mateusão e França.

GOLS SÓ NO FINAL: TUDO IGUAL!

Dentro do plano, o Goiás era mais eficiente e foi dentro de sua melhor característica que abriu o placar no Serrinha. Lance em velocidade pela direita terminou com a bola nos pés de Pedro Raul, dentro da área. O pivô funcionou e o atacante só escorou para Diego, mesmo escorregando, finalizar sem chance para Santos, já aos 35.

A resposta do Flamengo foi imediata – e com a participação do banco. Arrascaeta cobrou escanteio, Léo Pereira antecipou Tadeu e, com a bola viva dentro da área, Matheus França empurrou para o gol. A validação só veio após revisão do árbitro de quase quatro minutos.

Após buscar o empate, o Rubro-Negro seguiu com a posse de bola, mas não voltou a ameaçar a meta defendida pelo goleiro Tadeu.

OS PRÓXIMOS DESAFIOS DE FLAMENGO E GOIÁS

Agora, o Flamengo volta as atenções para a Copa do Brasil. O jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil, contra o São Paulo, é nesta quarta-feira, no Maracanã. O Rubro-Negro venceu a ida por 3 a 1.

Pela 27ª rodada do Brasileirão, Goiás e Flamengo voltam a campo no próximo domingo, dia 18. O Esmeraldino visita o Bragantino, às 11h, enquanto o Rubro-Negro tem o clássico com o Fluminense, às 16h.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 1×1 FLAMENGO


Local: Estádio da Serrinha, Goiânia (GO)
Data/Horário: 11/09/2022, às 19h (de Brasília)
Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)
Auxiliares: Kleber Lucio Gil (Fifa/SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)
Árbitro de vídeo: Rafael Traci (SC)
Renda/Público: R$ 731.500,00 / 11.584 pagantes / 13.798 presentes

Gols: Diego (1-0, 35’/2ºT) e Matheus França (1-1, 41’/2ºT)

Cartão amarelo: Sávio, Vinícius e Dadá Belmonte (GOI); Ayrton Lucas (FLA)
Cartão vermelho: Não houve.

GOIÁS (Técnico: Jair Ventura)

Tadeu; Maguinho, Caetano, Reynaldo e Sávio; Auremir (Felipe Bastos, 47’/2ºT), Marquinhos Gabriel (Caio, 42’/2ºT) e Diego (Apodi, 42’/2ºT); Dadá Belmonte (Matheus Sales, Intervalo), Vinícius (Renato Júnior, 23’/2ºT) e Pedro Raul.

FLAMENGO (Técnico: Dorival Júnior)

Santos; Matheuzinho, David Luiz, Léo Pereira e Ayrton Lucas; Thiago Maia, Vidal (João Gomes, 36’/2ºT) e Everton Ribeiro (Arrascaeta, 18’/2ºT); Marinho (Rodinei, 18’/2ºT), Everton Cebolinha (Matheus França, 30’/2ºT) e Victor Hugo (Mateusão, 30’/2ºT).

*Lance

Nenhum comentário