Últimas do Mix

Gustavo Sotero é demitido do cargo de delegado após 5 anos do crime no Porão do Alemão

(Foto: TJAM/Divulgação)

Gustavo de Castro Sotero foi demitido do cargo de delegado de polícia do quadro permanente de pessoal da polícia civil do estado do Amazonas após assassinar um advogado na casa de festas Porão do Alemão. A decisão acontece após quase 5 anos da condenação pelo crime de homicídio.

A demissão foi publicada no Diário Oficial do Estado e assinada pelo governador Wilson Lima (União Brasil). No decreto de 15 de setembro, Sotero é demitido do cargo de delegado de polícia considerado o fato dele ter sido julgado culpado.

Conforme o Portal da Transparência, até o mês passado, o ex-delegado continuava recebendo salário de mais de R$ 30 mil mensalmente.

O ex-delegado foi condenado a 31 anos de prisão pelo homicídio do advogado Wilson de Lima Justo Filho, em 2017, que aconteceu na casa noturna Porão do Alemão, e pela tentativa de homicídio contra a esposa de Wilson, Fabíola Rodrigues Pinto de Oliveira, além da tentativa de homicídio contra Maurício Carvalho Rocha e Yuri José Paiva Dácio de Souza.

No dia do crime em novembro de 2017, o ex-delegado foi preso em flagrante, por homicídio doloso e lesão corporal.

De acordo com testemunhas, o ex-delegado, que estaria assediando a esposa do advogado, provocou Wilson e houve um desentendimento entre os dois. Wilson Filho recebeu quatro tiros à queima-roupa.

Nenhum comentário