Últimas do Mix

Vídeo mostra homem de cueca perseguindo e arrastando companheira na rua durante briga

Homem segura e arrasta mulher em Iturama 10/09/2022 — Foto: TV Integração/Reprodução

Câmeras de segurança flagraram a briga de um casal em uma rua na cidade mineira de Iturama. As imagens mostram um homem, apenas de cueca, perseguindo e arrastando a esposa no chão 

Um boletim de ocorrência foi registrado e trata o caso como violência doméstica. A Polícia Civil afirmou que abriu um inquérito para investigar as agressões.

O homem que aparece nas imagens é o advogado Abel Morais Barbosa Ferreira, de 35 anos. Ao g1, ele disse que foi apenas uma discussão acalorada, negou ter agredido a companheira e alegou que ela também disse em depoimento que não houve violência.

A reportagem também procurou a vítima, que esteve na delegacia e esclareceu os fatos. Já a Polícia Civil informou que não houve prisão no dia do ocorrido e que um inquérito foi instaurado para apurar o fato. 

Imagens

O caso ocorreu no último sábado (10). A gravação começa com a mulher correndo pela rua e sendo perseguida pelo companheiro, que está apenas de cueca. Em seguida, ele a segura pelo braço e tenta puxá-la. Os dois caem no chão diversas vezes, e a esposa tenta se desvencilhar para correr.

Uma caminhonete para ao lado dos dois e cinco homens descem para ajudar a mulher, que entra no veículo. Os ocupantes conversam com o advogado, que se afasta do grupo logo depois e não aparece mais nas imagens.


O que diz o boletim de ocorrência

De acordo com a ocorrência, na noite anterior, o casal foi a uma festa em Ouroeste (SP). Quando voltaram para casa, já de madrugada, o homem questionou a companheira sobre ela ter cumprimentado um conhecido no evento e começou a agredi-la.

Durante a discussão, ele também teria ameaçado a esposa. A vítima conseguiu se trancar em um quarto, onde passou a noite.

Na manhã seguinte, ela deixou o cômodo e disse que queria sair de casa. Segundo a Polícia Militar (PM), o companheiro não permitiu e a manteve presa na residência. Ele também tomou o celular dela para que a mulher não procurasse ajuda.

No entanto, a vítima conseguiu deixar a casa e foi para a rua. O marido então começou a persegui-la até o momento registrado pela câmera de segurança.

Após entrar no veículo, a mulher teria pedido para ser levada até a casa de um parente. Porém, o advogado começou a perseguir a caminhonete, e o motorista optou por dirigir até a delegacia.

Ainda conforme a ocorrência, a vítima estava com um hematoma no pescoço, mas negou receber atendimento médico. Policiais tentaram localizar o companheiro no dia do ocorrido, mas ele não foi encontrado.

O que diz o homem

Ao g1, Abel Morais afirmou, por telefone, que o caso foi uma "discussão acalourada". Segundo ele, a esposa quis sair para ir até a casa da irmã. Na tentativa de levá-la de volta, os dois começaram a correr pela rua.

"Os dois estavam alterados, eu acabei escorregando. As pessoas interpretaram como se eu estivesse tentando agredir ela", afirmou.

O advogado também declarou que o relato do boletim de ocorrência não condiz com a verdade e que, em depoimento dado na sexta-feira (16), a esposa confirmou que não houve agressão.


Miniatura da versão das 01h03min de 24 de abril de 2015

Nenhum comentário