Últimas do Mix

Enfermeira tira a vida de 7 bebês em hospital; ela pesquisava famílias no Facebook, afirma promotoria

 

Imagem: Reprodução/ I7 News

O caso de uma enfermeira que foi acusada de tirar a vida de 7 bebês recém-nascidos em um hospital está repercutindo no mundo todo. Ela também teria tentado cometer o mesmo crime com outros 10. O julgamento da profissional começou nesta última segunda-feira (10).

A acusada trabalhava como enfermeira na Unidade Neonatal do Hospital Countness of Chester, que fica em Cheshire, a noroeste da Inglaterra. Lucy Letby, de 32 anos, nega os assassinatos que ocorreram em 2015 e 2016.

Enfermeira é acusada de tirar a vida de 7 recém-nascidos

O promotor Nick Johnson mostrou ao júri que a unidade neonatal teve um grande aumento da taxa de mortalidade em 18 meses, a partir de janeiro de 2015. Os óbitos foram descritas em um relatório de 2016 como “inesperadas” ou “inexplicáveis”.

Ainda durante o seu discurso, Johson pontuou que os assessores da pediatria notaram que os falecimentos tinham um denominador em comum. De acordo com ele, muitos dos óbitos aconteceram no período da noite, quando Lucy estava dando plantão.

O promotor ressaltou ainda que quando a enfermeira foi transferida para o turno do dia, os desmaios e falecimentos começaram a ocorrer nesse horário. De acordo com o jornal Manchester Crown Court, a enfermeira deu injeções letais com leite, insulina ou ar nas vítimas.

Enfermeira pesquisava família nas redes sociais

Segundo publicado no Daily Mail, a enfermeira, que foi presa e acusada ainda em 2020, procurava as vítimas através das redes sociais. O promotor apontou para a polícia que descobriu que Lucy ‘rastreava’ a família de alguns dos bebês pelo Facebook.









Nenhum comentário