Últimas do Mix

FVS atualiza cenário de urina preta no Amazonas

 

Foto: divulgação

O Amazonas conta com 109 casos confirmados da doença da urina preta (Doença de Haff), associada à ingestão de peixes com toxinas, que origina a doença. A informação veio por meio da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), nesta quarta-feira (9).

Os sinais e sintomas mais frequentes da doença entre os casos compatíveis, são: mialgia, mal-estar, náuseas, fraqueza muscular, dor abdominal, vômito e urina escura.

Dos 114 casos notificados, 109 são compatíveis com doença de Haff, correspondendo à pessoas residentes em Itacoatiara (65), Manaus (21), Careiro da Várzea (5), Parintins (4), Manacapuru (3), Itapiranga (2), São Sebastião do Uatumã (2), Borba (2), Urucurituba (2), Tabatinga (1), Boa Vista do Ramos (1) e Codajás (1).

A FVS-RCP destaca que toda a rede de saúde, incluindo unidades privadas e públicas, da capital e interior, está orientada para realizar atendimento de casos suspeitos de rabdomiólise.


Nenhum comentário