Últimas do Mix

Prefeitura alinha fluxos na Atenção Primária para fortalecer cuidado a pacientes diabéticos em Manaus

Fotos – Divulgação / Semsa

A Prefeitura de Manaus realizou uma webconferência, na tarde desta quarta-feira, 9/11, com intuito de alinhar, mais uma vez, os fluxos existentes na Atenção Primária para prestar assistência aos pacientes diagnosticados com diabetes. A atividade foi direcionada aos servidores da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), integrando a programação do “Diálogos na APS”, realizado semanalmente para promover a educação permanente dos profissionais da rede.


A chefe do Núcleo de Atenção à Saúde de Pessoas com Doenças Circulatórias e Diabetes da Semsa, enfermeira Nádia Brito, destacou que o mês de novembro também é marcado pela intensificação de ações voltadas ao diabetes, por conta do Dia Mundial do Diabetes Mellitus, celebrado no dia 14.

 

“Hoje nós nos reunimos com os profissionais que atuam na ponta, por meio dessa webconferência, para falar um pouco mais sobre o diabetes, qual o atual cenário da doença na cidade, o que a Semsa tem disponível na rede para que nós, profissionais da área da saúde, possamos usar essa estrutura da melhor forma para atender e melhorar a qualidade de vida desses pacientes”, disse Nádia.

 

Em meio ao bate-papo virtual, transmitido da sede da Escola de Saúde Pública de Manaus (Esap), foram abordados assuntos como diabetes gestacional, diabetes em crianças e adolescentes, estratificação de risco dos pacientes, renovação de receitas, dentre outros.

 

“A Organização Mundial de Saúde (OMS) aponta que 16 milhões de brasileiros sofrem de diabetes. A nível municipal, a estimativa da Semsa é que há 101.586 usuários diabéticos na cidade de Manaus. Por isso, precisamos buscar sempre fortalecer os serviços, orientando os usuários da melhor forma e garantindo que o tratamento oferecido a eles está sendo eficaz e promovendo bem-estar”, afirmou a enfermeira.

 

Indicadores

 

A técnica da Gerência de Análise de Situação de Saúde da Semsa, Adriana Ponce, contribuiu com a discussão ressaltando a importância do registro adequado dos atendimentos a usuários com diabetes, pois esses dados refletem, inclusive, na captação de recursos para o município.

 

Adriana lembrou que o indicador sete do programa Previne Brasil, do Ministério da Saúde, monitora a proporção de pessoas com diabetes que realizaram consulta médica ou de enfermagem e exame de hemoglobina glicada no semestre. Nas três primeiras avaliações do Previne Brasil, Manaus figura em 1º lugar no ranking das capitais como a melhor saúde básica do país.

 

“Viemos mostrar algumas questões sobre registro de dados para que os servidores compreendam porque é importante esse registro, da forma adequada, e quanto isso impacta no recebimento financeiro, o retorno disso para o município. O monitoramento e avaliação dessas ações direcionadas são feitos constantemente pela secretaria, com intuito de atender e executar o que é preconizado pelo Ministério da Saúde”, explicou Adriana.

Nenhum comentário