Últimas do Mix

'Eu não tenho paz', diz mulher agredida no trabalho pelo ex-marido; veja vídeo

Mulher é agredida pelo ex-marido em Ibiporã - Imagem: reprodução g1

Após as agressões sofridas em seu local de trabalho na última segunda-feira (9) pelo ex-companheiro, Roberto Aparecido Pacheco, de 58 anos, em Ibiporã, no norte do Paraná, a vítima, que preferiu não ser identificada, relatou que vinha sofrendo ameaças do homem há algum tempo.

 

"Eu não tenho paz. Eu me separei dele e eu não consigo ter vida", contou.


Câmeras de segurança registram as agressões cometidas pelo suspeito contra a vítima. Nas imagens é possível ver o homem dando tapas e socos na ex-companheira na recepção do estabelecimento.


As agressões são acompanhadas, segundo a polícia, pelo filho do casal, que tenta intervir, mas sem sucesso. Segundo relato da vítima, Roberto insistiu em querer falar com a mulher, que não quis atendê-lo. Enfurecido, ele foi até o estabelecimento.


Veja vídeo:


 

"Ele estava ligando desde de manhã na clínica. E eu falei para a recepcionista não passar o telefone pra mim. Aí, ele começou a ameaçar a recepcionista. Falando que ia lá e ia quebrar tudo, se não passasse o telefone para mim", contou.

 

De acordo com o delegado Vitor Dutra, a mulher tinha uma medida protetiva contra o ex-marido desde 2019, quando os dois se separaram. No mesmo ano, segundo a polícia, ela foi agredida pela primeira vez. Saiba como pedir medida protetiva mais abaixo.

 

Conforme a vítima, a medida protetiva foi revogada pela Justiça no dia 8 de dezembro de 2022. A ordem judicial é revista a cada seis meses, conforme a Lei.

 

O suspeito ainda não foi localizado e, segundo o delegado, o homem ainda não tem pedido de prisão decretado.

 

"A gente está fazendo diligências antes de representar a prisão. vamos ouvir as pessoas envolvidas e tentar localizar para ele dar a versão dos fatos e, posteriormente, pedir possivelmente a prisão preventiva dele", explicou.


Fonte: G1

Nenhum comentário