Últimas do Mix

Estudante mata colega em escola nos Estados Unidos

 

Estudante sob custódia da polícia após atirar em colega em escola no Novo México, Estados Unidos. — Foto: KOB 4 TV / Reprodução

Um estudante de 13 anos atirou em um colega, na sexta-feira (13), dentro de escola localizada no maior distrito do Novo México, nos Estados Unidos. O tiroteio deixou um aluno morto, o outro está sob custódia da polícia.

O tiroteio na Washington Middle School marcou o segundo tiroteio em Albuquerque em menos de 24 horas. Com a cidade a caminho de quebrar seu recorde de homicídios este ano, as principais autoridades estaduais disseram estar com o coração partido pelo que descreveram como um flagelo.

“Essas tragédias nunca deveriam ocorrer. Isso nos diz que há mais trabalho a ser feito ”, disse a governadora Michelle Lujan Grisham.

O subcomandante da Polícia de Albuquerque, Kyle Hartsock, descreveu o tiroteio como um incidente isolado entre dois estudantes que se acredita terem cerca de 13 anos. Ele disse que um oficial de recursos da escola correu em direção aos dois meninos após o início do tiroteio e evitou qualquer outra violência enquanto cuidava do menino que foi baleado.

Os investigadores estavam tentando determinar como o estudante obteve a arma e o que pode ter provocado o tiroteio, disse Hartsock. Outros estudantes estavam sendo entrevistados enquanto detetives tentavam descobrir o que aconteceu, disse ele.

Dezenas de pais preocupados se reuniram do lado de fora da escola na sexta-feira à tarde, enquanto esperavam a liberação de seus filhos.

Aulas

Sexta-feira marcou o terceiro dia de aulas para o distrito escolar público de Albuquerque. Embora os alunos não voltem até terça-feira, o superintendente Scott Elder disse que a equipe fará os preparativos para garantir que os alunos tenham acesso a aconselhamento e a quaisquer outros serviços de apoio de que necessitem.

“É claro que é extremamente difícil”, disse ele sobre algo assim no início do ano letivo. “Há muita pressão na comunidade. As pessoas estão nervosas. Foi um incidente terrível que aconteceu entre duas pessoas. Nunca aconteceu... Isso não deveria acontecer na comunidade. Certamente não deveria acontecer em uma escola. ”

A polícia disse que mais policiais estarão presentes quando os alunos retornarem, na esperança de proporcionar uma sensação de segurança e caso os alunos tenham mais informações sobre o tiroteio que desejam compartilhar.

Polícia britânica identifica atirador responsável pela morte de 5 pessoas na Inglaterra; criança de 3 anos está entre as vítimas

Na noite de quinta-feira (12), outro tiroteio ocorreu na cidade em um bar e restaurante de esportes perto de um movimentado distrito comercial de Albuquerque. A polícia disse que uma pessoa foi morta e três ficaram feridas depois que alguém sacou uma arma durante uma luta.

Nenhuma prisão foi feita nesse caso. Os investigadores estavam revisando o vídeo de vigilância e entrevistando testemunhas.

As autoridades identificaram o homem morto como Lawrence Anzures, um boxeador de 30 anos de Albuquerque.

Um memorial improvisado de flores e velas cresceu na sexta-feira do lado de fora do restaurante, fornecendo mais evidências da frustração que as famílias têm sentido.

Os tiroteios ocorreram no momento em que o prefeito Tim Keller convocou sua última sessão com outras autoridades para falar sobre a redução da violência e do crime na cidade. Seu governo espera apresentar recomendações para melhorar o sistema de justiça criminal e resolver o problema da reincidência.

O gabinete do prefeito observou que, para a maioria dos homicídios de Albuquerque este ano, mais de 45% dos criminosos acusados ​​e quase 60% dos suspeitos têm antecedentes criminais.

“Para os infratores de baixo escalão, precisamos reforçar os programas de desvio e o acesso real a recursos para mudar suas vidas”, disse Keller em um comunicado. “Mas para criminosos violentos, temos que parar a porta giratória.”



Fonte: Associated Press

Nenhum comentário