Últimas do Mix

Pistoleiro acusado de matar sargento Lucas em Manaus já foi preso em 2018; entenda o motivo

Foto: Divulgação
Suspeito de matar o sargento Lucas, o suposto pistoleiro identificado como Silas Ferreira da Silva, de 26 anos, foi preso na noite desta segunda-feira (22). Surpreendentemente, ele já havia sido preso por praticar outro crime em 2018.

Depois de muita investigação e pouquíssimas pistas, o pistoleiro do crime ocorrido no dia 1º de setembro deste ano foi preso. Na época, a vítima Lucas Ramon Silva Guimarães, de 29 anos, que era sargento do Exército, foi assassinado com um tiro dentro da cafeteria em que é proprietário, localizada no bairro Praça 14 de Janeiro, Zona Sul de Manaus.

O casal Joabson Agostinho Gomes e Jordana Azevedo Freire, donos da rede de supermercados Vitória são apontados pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) como mandantes dessa execução. Segundo a PC, o casal teria contratado Silas Ferreira para matar o sargento.

Silas Ferreira já havia sido preso em 2018, após cometer assaltos no bairro Coroado, na Zona Leste de Manaus, usando uma arma de brinquedo, ele anunciava o assalto  em estabelecimentos comerciais e pedia pelos pertences e as rendas. Silas foi detido na casa onde morava, no bairro Colônia Antônio Aleixo, na mesma zona da cidade.

Na época, o suspeito alegou no momento da prisão que as armas eram de madeira e feitas pelo seu irmão, que tinha 15 anos.

Veja mais sobre o caso:

Sexo, dinheiro e traição: dono de rede de supermercados é acusado de mandar matar sargento em Manaus

Pistoleiro suspeito de matar sargento Lucas é preso dez dias após família oferecer recompensa; assista

Trocas de mensagens entre dona dos Supermercados Vitória e sargento Lucas revelam ameaças e violência doméstica

Nenhum comentário